Construindo a resiliência das mulheres rurais na esteira da COVID-19 é tema do Dia Mundial da Mulher Rural

Para chamar atenção em relação ao trabalho da mulher no campo, a Organização Das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial da Mulher Rural, comemorado hoje, 15 de outubro. O tema da comemoração deste ano é “Construindo a resiliência das mulheres rurais na esteira da COVID-19”.

Segundo a ONU, as mulheres rurais são agricultoras, assalariadas e empresárias em favor do desenvolvimento e representam um quarto da população mundial. O último Censo Agropecuário realizado em 2017 aponta que o número de mulheres dirigindo propriedades rurais no Brasil alcançou quase 1 milhão. Além disso, o IBGE registrou 947 mil mulheres responsáveis pela gestão de propriedades rurais. As mulheres rurais desempenham funções fundamentais, principalmente, no que diz respeito à agricultura familiar. Elas são responsáveis pela renda de 42,2% das famílias brasileiras, de acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

As mulheres rurais sofrem com o racismo, pobreza, desigualdade de gênero no que diz respeito à remuneração pelo trabalho realizado, dificuldade de acesso à saúde, educação, água, alimentação adequada e outras necessidades básicas. Com a pandemia do novo coronavírus, as mulheres rurais se encontram ainda mais vulneráveis.

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.