Sobre a responsabilidade afetiva!!!

A vida é dialética! Transcorre sob tensão permanente entre a racionalidade mais "cartesiana" e as "coisas do coração", exigindo sensibilidade, coragem, tenacidade, resiliência e sobriedade nas tomadas de decisão. Falo de um equilíbrio, uma ponderação cuja ousadia não deixa de inscrever-se. Ao mesmo tempo de um amor aflorado que por capilaridade exala aromas com responsabilidade afetiva. Nesse sentido, estamos sempre na gangorra, contrabalançando, de forma a favorecer às posições mais maduras. Quando pendemos pra um dos lados, corremos mais riscos do que os já assumidos por viver. Assim nos tornaremos apaixonados inconsequentes na delinquência da inquietude ou frios mordomos à serviço dos enquadramentos lógicos. Reconheço não ser fácil essa mediação, nunca foi... Mas talvez haja um aprendizado importante aí, acerca de quem somos e em que medida nossos afetos e o cognitivo interagem. Vamos nos permitindo e avaliando os resultados disso. Nos compondo e recompondo buscando equidade na hora de fazer as escolhas. Na condição de eterno aprendiz, caminhos possíveis de conciliação vão sendo construídos, na busca por uma vida saudável. Vale a sutileza da poesia de Renato Russo: "E quem um dia irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração..."🎵🎵🎵

Franklin da Silva Prata

CRP 05/38704

Psicólogo Especialista Clínico

Terapia Online e presencial

www.franklindasilvaprata.site.psc.br

WhatsApp (21) 98330-1914

@psi.franklinprata (Instagram e Facebook)

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.