Maternidade: Relatos de uma mãe.

Maternidade: Relatos de uma mãe.

Quando um bebê nasce toda a atenção da casa, dos familiares e amigos vão para o bebê. Mas muitas vezes esquecemos de alguém muito especial e que também precisa de atenção e ajuda: A mãe. Tá certo que quem precisa de cuidados especiais é o bebê, entretanto com muitas mães ,acontece um fato interessante no psiquismo materno, como se em alguns instantes ela regredisse. Até pra poder mostrar o mundo pro bebê, falando o bebêes. Um turbilhão de sentimentos invade a mente e o coração de uma mãe. Será que eu vou dar conta? Será que estou sendo uma boa mãe? Inseguranças, medos, críticas, comparações. Como as pessoas dão palpites! Nossa, você fica sem saber o que fazer. Dou chupeta ou não? Mamadeira ou amamento? Meu esposo ainda gosta de mim? E esse cheiro de leite que não sai de mim! Amamentar é outro dilema: Eu tenho que dar conta de amamentar meu filho. Pra algumas mães isso é uma questão de honra, como se elas fossem mais mães quando conseguem amamentar seus filhos. As que não conseguem ficam muitas vezes frustradas e se culpam por não terem conseguido por um motivo ou outro. Nossa, mas é tão cansativo( por vezes é tão dolorido). No fim do dia a mãe tá exausta." Só queria ter um tempo pra ir no banheiro sozinha e sem ficar paranóica de como meu bebê está no berço ou no carrinho". Ufa! Vou dormir. Pra muitas mães isso é um luxo. Porque nem todos os bebês dormem a noite, fora o choro que você não consegue identificar nos primeiros dias: o que é: se é sono, fome, cólicas, desconforto pelo calor ou se é só colinho mesmo. E temos de  acordar de duas em duas horas pra amamentar. Pra você que é mãe: mãe solteira ou não, e se identificou com tudo ou em partes do que relatei aqui ,e, no momento está passando por isso. Um conselho: Durma,descanse...descanse sua cabeça e seu corpo. Seu bebê cochilou de dia, dê um cochilo também a bem de sua saúde mental.Casa e roupa sempre vaõ ter pra você arrumar, agora a sua saúde mental e física... essa leva um pouco mais de tempo pra ser restaurada. Homens : maridos, namoridos, pais, irmãos, amigos ajudem suas mulheres, irmãs, primas ou amigas. Um colo que você consegue dar pro bebê dessa mãe pra ela ao menos poder comer sossegada, tomar um banho ou ir no banheiro já ajuda e muito. Se você é o pai de primeira viagem, participe dessa viagem junto de sua mulher ,pois quando seu bebê crescer vai sobrar mais tempo pra vocês ficarem juntos e curtirem ainda mais como casal, porque vocês vão valorizar mais ainda os momentos de silêncio e calmaria para conversarem e ficarem juntos. E essa mulher que se tornou mãe poderá admirá-lo e amá-lo, porque você se tornou um ótimo pai e veio com ela nessa caminhada. Mães, tudo isso é uma fase e acreditem eles crescem tão rápido que dá saudade desse tempo conturbado. Por isso aproveitem e curtam seus bebês, o seu corpo todo diferente de agora irá voltar com o tempo ao normal. Tudo nessa vida passa e, esse tempo que quando estamos vivendo, nem sempre curtimos como gostaríamos, passa rápido. E outros desafios virão. Mas agora com uma diferença: você se tornou Mãe.

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.