Hiperatividade tipos e causas (parte lll)

Hiperatividade tipos e causas (parte lll)

Dando continuidade a esse assunto, hoje vamos falar sobre os tipos de hiperatividade.

Hiperatividade motora, se caracteriza por um alto nível de energia descarregada em movimentos físicos. A criança hiperativa é facilmente identificada por ser inquieta, movimentar com frequência as mãos, braços e pernas quando está sentada, apresentando dificuldades em se manter na mesma posição por um certo período.

Hiperatividade mental, se caracteriza por um alto fluxo de pensamentos. É possivel identificar essa característica através da fala muito acelerada, mudança descontrolada de assuntos e dificuldade de expor pensamentos de forma coesa, por ter raciocínio bastante desorganizado.

Causas são inumeras as possíveis causas para a hiperatividade infantil e adulta. O transtorno pode ser consequência de fatores genéticos, ambientais ou de distúrbios do desenvolvimento.

Algumas das possíveis causas da hiperatividade infantil são:

* TDAH

* Ambiente familiar desestruturado ou mudanças drásticas na rotina familiar;

* Deficiência intelectual;

* Maus tratos ou abuso;

* Uso de drogas;

* Em casos de crises familiares como divórcio dos pais, a hiperatividade se caracteriza como situacional, podendo ser tratada e possivelmente extinguida após o momento de crise;

* Complicações na gestação ou no parto;

* Distúrbios do neurodesenvolvimento.

Já em adultos, a hiperatividade pode surgir como consequência de:

* TDAH

* Uso em excesso de psicoestimulantes (drogas e medicamentos);

* Abstinência de drogas psicoativas;

* Transtornos emocionais, crises familiares e problemas no emprego...

Fiquem atentos aos sinais e se necessário procurem ajuda.

Lembrem-se você não está sozinho!

No próximo post vamos falar da diferença entre hiperatividade e agitação.

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.