Como lidar com a dependência emocional? (Parte final)

Como lidar com a dependência emocional? (Parte final)

Não é possível lidar com algo que não aceitamos ou não conhecemos, então o primeiro passo é enxergar a dependência emocional e, a partir daí, começar a lidar com a situação.

Após este reconhecimento, é necessário enfrentar situações que pareçam impossíveis, mas que terão resultados, como começar a trabalhar no processo de autoconhecimento e entender a importância de ficar só (a famosa solitude, que se difere da solidão).

Com um passo de cada vez, você conseguirá se livrar dessa dependência, entendendo que tudo o que você procura está dentro de você, não em outra pessoa.

Receber apoio é fundamental, e, é provável que você tenha dias difíceis, mas este é um movimento necessário para que se torne uma pessoa independente emocionalmente.

Quebrando o ciclo da dependência

Este ciclo não se romperá sozinho, portanto, você precisa agir. Tudo bem sentir falta do outro, mas se lembre de que um tempo consigo mesmo é necessário, assim como o outro precisa do próprio espaço, você precisa do seu.

Ressignificando o sofrimento

Ficar sozinho pode ser difícil, escolher por si também, mas aos poucos você pode ir modificando tais comportamentos, como por exemplo fazer algo de que goste, e aproveitar a sua própria companhia. Escolher coisas, por mais simples que pareçam, sem a interferência do outro. Em resumo, é o processo de se conhecer e amar sua própria presença.

Aumentando a autoestima

Como já dito antes, para que você ame e cuide do outro, é necessário se amar primeiro. E isto está relacionado a sua autoestima, então cuide do seu corpo, da sua imagem, do seu interior, dos seus sentimentos, tire tempo para cuidar de você. Por mais simples que pareça, olhe no espelho e dê um sorriso e enxergue sua beleza.

Praticando o autoconhecimento

Do que você gosta? O que detesta? Quais seus planos e paixões? O que guia você? As perguntas podem ser simples ou complexas, mas as respostas são um pedaço de você. E aos poucos, juntando cada parte e conhecendo cada detalhe, você poderá sentir que já não é mais um fardo se conhecer e buscar respostas aí dentro.

Acredito que, após a leitura desses posts, você conseguiu identificar se tem tal dependência, ou lembrou de conhecidos que passam por esta situação. Não importa quem seja, saiba que um suporte especializado, como o apoio psicológico, é fundamental para restaurar a saúde mental e física. Surgindo o lembrete da importância da visão holística, ou seja, se enxergar como um todo.

Na terapia cognitivo comportamental, conceitos do desenvolvimento pessoal serão trabalhados, como relacionamentos, futuro, autoconhecimento, independência, etc. Além da validação de suas emoções, você recebe apoio para lidar com traumas, e fortalecimento de autoconfiança, aspecto importante para se sentir seguro consigo.

Lembre-se, terapia é um ato de amor próprio, por isso um apoio e direção ajudarão você a lidar e enfrentar o que te cegou por tanto tempo.

Espero que esses posts tenham te ajudado...

Busque ajuda...

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.