O uso de remédios é uma decisão do Psicólogo ou do Psiquiatra? É preciso de um trabalho conjunto caso eu tenha acompanhamento pelos dois tipos de esp...

O uso de remédios é uma decisão do Psicólogo ou do Psiquiatra? É preciso de um trabalho conjunto caso eu tenha acompanhamento pelos dois tipos de especialistas?

O uso da medicação é uma decisão do Psiquiatra! Mas é muito importante o trabalho em conjunto com o psicólogo e o Psiquiatra para juntos cuidar da saúde mental e emocional! Além disso, é fundamental que paciente contribua nesse processo terapêutico para que tenham resultados e objetivos alcançados!

+ 38 respostas

Ao tratamento medicamento a pessoa fazendo uso de remedi-os psiquiátrico somente com a receita prescrita pelo psiquiatra. SIM, e importante um trabalho em conjunto para auxiliar no tratamento do paciente e vai obter bons resultados de ambas as partes.

A decisão pode ser feita pelos dois, mas somente o psiquiatra pode prescrever tratamento medicamentosa. Os profissionais não médicos não têm autonomia na escolha e na indicação da posologia do medicamento, pois partem do princípio que só eles são conhecedores do diagnóstico das doenças mentais e das suas causas, por isso decidem sobre a utilização ou não de medicamentos mesmo os psicólogos tendo amplo conhecimento de farmacologia. Se o paciente ...

Ver mais

A avaliação precisa ser feita com os três. Psiquiatra atuando nas instâncias químicas do sintoma, o psicólogo atuando nas instâncias cognitivas/emocionais para solução real do problema e você atuando nas esferas da sua vida com liberdade e responsabilidade.

A decisão da medicação, sobretudo, é do sujeito que está sofrendo. Porém, o que pode ser feito é avaliar junto com estes profissionais se é necessária uma intervenção deste tipo. O medico psiquiatra é quem prescrevera remédios, enquanto o psicólogo ira atuar com a escuta, as palavras do paciente e das questões subjetivas em torno daquele sofrimento em si, buscando outras alternativas para seu mal estar. Geralmente, quando se toma medicação, o ac...

Ver mais

A utilização da medicação é prescrita pelo profissional médico psiquiatra. Quanto ao trabalho conjunto quando necessário, terá mais qualidade e melhor resultado no acompanhamento dos dois profissionais, pois ambos, trabalham de formas diferentes mas buscando o mesmo objetivo quando em parceria.

A indicação de medicamentos só pode ser feita pelo médico psiquiatra mesmo que o paciente/cliente seja atendido pelos dois profissionais.

Olá! O uso de medicamentos não é decidido opu recomendado pelo psicólogo mas, pode haver um trabalho conjunto entre o psicólogo e o psiquiatra, quando for necessário. Cada um na sua atividade. Tenho casos em que encaminhei o paciente para uma avaliação com o médico psiquiatra e houve necessidade de medicação. Da minha parte continuei com os atendimentos normalmente. Hoje, após 1 ano de trabalho conjunto, o paciente está em desmame da medicação ...

Ver mais

Boa noite. O psicólogo não tem autonomia para prescrever medicamentos. Porém, se após avaliação, ele reconhece a necessidade de uma consulta com o psiquiatra para avaliação da introdução medicamentosa, isso será feito. A comunicação entre o seu psicólogo e o psiquiatra é uma atitude bem acertada, na tentativa de alcançar uma resposta mais eficaz ao tratamento.

Quem receita medicamento é o psiquiatra, já q psicólogo não é médico. Porém o psicólogo, dentro da terapia se observar q o paciente necessita de um suporte psiquiátrico junto com a psicoterapia, ele pode fazer um encaminhamento por escrito para o paciente entregar ao psiquiatra. Juntos psiquiatra e psicólogo podem fazer um belo trabalho em prol de ajudar ao paciente.

Somente o psiquiatra pode receitar medicação, o psicólogo não. O tratamento padrão ouro, ou seja, aquele que tem maior chance de trazer resultados é em conjunto, psicólogo e psiquiatra. O remédio vai resolver a parte biológica, mas os pensamentos, sentimentos, crenças e a parte emocional é na psicoterapia.

Quando uma pessoa chega inicia psicoterapia por conta própria e o psicólogo verifica que há a necessidade dele se consultar com psiquiatra, será este especialista quem receitará ou não medicação.

A medicação é somente prescrita pelo profissional psiquiatra, quanto ao atendimento psicológico em conjunto com o psiquiatra é de suma importância, até mesmo para lidar com a medicação, para uma melhora emocional e ter mais autonomia. Nunca tome meditação por conta própria. Desejo tudo de bom e melhor.

A indicação do uso do remédio medicamento (alopático) deve ser feita somente por deve ser prescrito somente por médicos - profissionais especialistas em psiquiatria. Será ele o responsável pela indicação, dosagem e posologia. Se o verificar a possível necessidade de um tratamento medicamentoso, este deverá encaminhar seu paciente ao psiquiatra, para que ele avalie e decida sobre a necessidade desta intervenção. Quando ao trabalho em conjunto, o...

Ver mais

Apenas o psiquiatra é licenciado para receitar remédios. Caso o psicólogo verifique que seja necessário que o paciente passe por uma avalição psiquiatra ele poderá encaminhá-lo a esse profissional. O trabalho interdisciplinar, ou seja, em conjuntos entre psiquiatra e psicólogo e até outro profissionais é extremamente benéfico, pois cuidamos no paciente de forma integral.

Olá! Psicológicos não podem prescrever remédios, portanto a decisão do tratamento medicamentoso cabe ao psiquiatra. No entanto, o tratamento deve acontecer em conjunto, já que ambos acompanham a sua evolução. O remédio irá aliviar os seus sintomas, enquanto a psicoterapia irá mais a fundo, resgatando a causa. Um não substitui o outro, por isso a eficácia é muito maior quando você faz em conjunto.

Somente por profissionais da psiquiatria! Mas acredito que, quando necessário, o ideal seria um trabalho conjunto entre as duas áreas, e assim ampliar as possibilidades de melhora na qualidade de vida dos pacientes.

A prescrição para medicações é feita pelo psiquiatra, no entanto quando o paciente procura apenas o psicólogo e este percebe a necessidade do tratamento medicamentoso, encaminha o paciente ao serviço de psiquiatria.

Só o psiquiatra pode receitar, mas o ideal ser uma decisão conjunta com o psicólogo, que acompanha com mais frequência e tem maior escuta do cliente

A prescrição de psicofármacos é atribuição exclusiva do médico psiquiatra, o psicólogo pode apenas realizar o encaminhamento do paciente à este profissional. O psicólogo pode ser de grande utilidade no acompanhamento do tratamento farmacológico, mantendo contato com o psiquiatra sobre a evolução do paciente com o uso da medicação.

O psicologo não faz uso de receituários. Medicamentos são pertinentes à Psiquiatria. Caso o psicólogo perceba que há necessidade de medicação, irá realizar um encaminhamento para um Psiquitra.

A decisão deve ser sempre do paciente! Ao psicólogo e psiquiatra cabe orientar corretamente o paciente sobre o uso de remédios no tratamento. Sempre esclareço aos meus pacientes que o REMÉDIO, remedia, Agirá no tratamento dos transtornos combatendo os sintomas, como a insonia, a ansiedade, a depressão, a dificuldade de concentração etc, mas não a sua causa. Os transtornos psiquiátricos possuem uma causa psicológica e assim devem ser tratados. A ...

Ver mais

O tratamento medicamentoso é realizado através do psiquiatra, ele quem passa o remédio que o paciente precisa tomar. É extremamente necessário o acompanhamento pelo psicólogo pois os dois irão ter um resultado mais eficaz, para que se possa chegar ao processo de "cura".

Psiquiatra é o profissional graduado em medicina com especialização em psiquiatria. Identifica o transtorno mental que ocorre no paciente e faz a indicação de um tratamento geralmente à base de medicamentos ( dependendo do caso). O Psicologo, se interessa a tratar por meio da Terapia, os motivos, mecanismos de defesa, esquemas por meio da Terapia, identificando os motivos que estão levando o paciente a ter determinados comportamentos.

o uso de medicamento só pode ser indicado pelo psiquiatra, não cabe ao psicologo. O psicologo pode indicar a um psiquiatra caso seja necessário.

Em primeiro lugar é importante que você saiba que é o médico/ psiquiatra o mais indicado para passar um medicamento no caso de qualquer transtorno mental/emocional. Porém, um psicólogo pode encaminhar o seu paciente a um tratamento psiquiátrico e ambos são imprescindíveis para o tratamento do caso. Em todo caso, com ou sem medicação o tratamento psicológico para uma pessoa que está passando por qualquer tipo de sofrimento mental/emocional é reco...

Ver mais

A prescrição de medicamentos é uma prerrogativa médica. Mas, a condução do acompanhamento profissional é uma responsabilidade de cada pessoa, que decide como fazê-lo, de acordo com o quadro que apresente.

Médicos psiquiatras costumam indicar remédios, alguns indicam a terapia sem o uso de remédio, depende muito do caso parceria é sempre bom mas, vai disponibilidade de cada profissional e a sua forma de trabalho!

Como alguns colegas ja explicaram quem receita remédios é o médico (especialista em medicina) e o psicólogo (especialista em comportamento humano) faz apenas a psicoterapia. Se faz extremamente necessário o acompanhamento psicoterápico,pois somente a medicação não trará as mudanças em suas questões emocionais.Quanto ao trabalho conjunto entre os profissionais torna o acompanhamento mais rico,mas nem sempre se faz necessário,apenas em casos mais ...

Ver mais

Como alguns colegas ja explicaram quem receita remédios é o médico (especialista em medicina) e o psicólogo (especialista em comportamento humano) faz apenas a psicoterapia. Se faz extremamente necessário o acompanhamento psicoterápico,pois somente a medicação não trará as mudanças em suas questões emocionais.Quanto ao trabalho conjunto entre os profissionais torna o acompanhamento mais rico,mas nem sempre se faz necessário,apenas em casos mais ...

Ver mais

Só o psiquiatra pode receitar medicação nessa situação em que você detalha, é sempre importante a interação paciente, psiquiatra e psicólogo e ou psicanalista. Em alguns casos específicos neurologistas entre outras especialidades médicas podem também receitar.

Olá! Sim, talvez seja necessário um acompanhamento em conjunto. O psicólogo pode auxiliar o paciente a se envolver por inteiro com o tratamento mas, só o psiquiatra pode medicar 🥰 www.psigiselerodrigues.com.br Disponibilidade para atendimento on line às quartas feiras

Não é atribuição do Psicóloga (o) ou Psicanalista a prescrição de remédios, cabe ao Médico Psiquiatra dentro dos chamados Psi, esse trabalho. Nenhuma terapêutica se sustenta em um trabalho realizado individualmente. O trabalho em Rede, multidisciplinar ou interdisciplinar sempre deve ser realizado, visando de forma prioritária o paciente/cliente como o maior beneficiado com o processo.

As doenças mentais como Depressão,Pânico,Ansiedade, Transtornos de Personalidades,Transtorno Bipolar, Esquizofrenia,etc. Requer uso de medicação e tem que ter o acompanhamento do psiquiatra que é preparado para diagnosticar e descobrir a medicação adequada para o seu tratamento.Também não tem mágica. O processo dos psicofármaco varia de pessoa para pessoa.Também precisa do apoio de outros profissionais para manter a estabilidade dos neurotransmi...

Ver mais

O uso de medicação é exclusivo ao psiquiatra. Em muitos casos é importante fazer o acompanhamento conjunto com o psicólogo e com o psiquiatra.

O uso de medicamentos deve ser avaliada pelo profissional da área de psiquiatria,uma vez que está função não é responsabilidade do psicólogo. O psicologo ao identificar a possível necessidade deverá encaminhar o paciente/cliente para o profissional para que que seja verificada a necessidade ou não da medicalização. O medicamento é usado para tratar dos sinais e sintomas, e a psicoterapia irá trabalhar as questões decorrentes ao transtorno/ sofri...

Ver mais

Então, remédios são prescritos apenas por psiquiatras, o psicólogo não pode receitar remédio algum. Um trabalho em conjunto é sempre desejado nesses casos, até para fazer o acompanhamento da evolução do tratamento.

Olá Leonice! Em alguns casos, é necessário o uso de medicamentos, isso depende da situação, dos sintomas pelos quais o paciente está apresentando, o profissional que prescreve a medicação é o Psiquiatra, porém o Psicólogo se tiver esse paciente em psicoterapia e perceber sintomas excessivos, ele pode encaminhar o paciente a um Psiquiatra, para que o mesmo faça a avaliação e verifique se realmente há essa necessidade de medicação para então presc...

Ver mais

O tratamento medicamentoso deve ser prescrito por um psiquiatra, não cabe ao psicologo(a) esse aconselhamento. Em alguns casos, o ideal seria o trabalho conjunto entre a psiquiatria e a psicologia, porém sabemos que nem sempre isso acontece.

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.