O que fazer nesse dia das crianças?

Em uma data como essa, grande parte dos pais e cuidadores estão preocupados com o que vão dar de presente para suas crianças. Não importa o valor, a verdade é que o presente físico geralmente é o grande foco dessa data, não é mesmo.

Mas eu quero convidar você a presentear as crianças com algumas coisas diferentes, topa?

O primeiro presente é tempo de qualidade. E tempo de qualidade é quando estamos inteiramente presentes com as pessoas e com a situação, de forma atenta, interessada e disposta.

Aproveitando sua total atenção para as crianças que te cercam, convido você também a presentear-las com a sua reflexão e avaliação do como elas estão aprendendo a lidar com a vida delas, com os sentimentos, emoções, as contrariedades e principalmente COMO ELAS ESTÃO ESTABELECENDO RELACIONAMENTO com você e com os demais.

Enfatizo aqui a forma de se relacionar porque as relações que estabelecemos no início das nossas vidas são a base que levaremos para as diferentes fases, ao longo do nosso desenvolvimento. Por isso, observar como você está ensinando as crianças a estabelecerem relações é tão importante. Geralmente esse ensinamento acontece através do exemplo que a criança tem da sua forma de se relacionar com ela e com os outros. Por isso, primeiro você precisa entender como são as suas relações e como o seu exemplo pode influenciar positivamente ou negativamente.

Reflita por um minuto:

Suas relações são estabelecidas na base da submissão, autoritarismo, barganha, vitimismo ou são estabelecidas com diálogo, parceria e ganha-ganha?

Tomar consciência disso e observar o que você está passando para as crianças que vivem com você é o melhor presente que você poderá oferecer. Pessoas que se relacionam de forma pouco sadia tendem a sofrer emocionalmente, tendo muitos problemas com sua autoestima. Sem falar na dificuldade que se cria em estabelecer vínculos duradouros, saudáveis e de qualidade em qualquer âmbito da vida, seja pessoal ou profissional.

Dê de presente para suas crianças o ensinamento da importância em se conhecer, ensinem-as nomear seus sentimentos e emoções e falar sobre isso sem medo ou vergonha, mostrem a elas a importância de se impor, mas também de ser flexível no trato com os outros. Ensinem-as a ter inteligência emocional, pois essa é a armadilha mais eficiente para enfrentar a vida, ter autoconfiança e evitar doenças como depressão, ansiedade, pânico, fobias, stress e etc.

Mas lembre-se, não é possível dar ao outro algo que não temos. Portanto, essa reflexão precisa começar agora mesmo com você e, se você chegar a conclusão que antes de qualquer coisa é preciso ajustar o seu próprio comportamento, não há problema algum nisso, seja honesto consigo mesmo e ajuste. Se for difícil fazer isso sozinho, busque ajuda, mas não deixe de evoluir e se transformar, pois até para permanecer na zona de conforto há um preço a se pagar.

Conte comigo 😉

Psicóloga Patrícia Zanelli

Patricia@psicozanelli.com.br

(11) 98653-8291

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.