Neverton Orofino, Psicólogo(a), Porto Alegre

Experiência Psicoterapia

No processo de psicoterapia, principalmente em seu início, as pessoas frequentemente me perguntam se é possível mudar, se é possível acabar com determinado sofrimento e conseguir viver em paz consigo mesmo. Estes momentos são carregados de angústias, medos, apreensões e dúvidas.

Estes sentimentos, que trazem enorme prejuízo ao cotidiano, são frutos de histórias marcadas por experiências de privações, frustrações, violências e necessidades não atendidas. Como consequência, além dos sintomas descritos anteriormente, há a expectativa constante da repetição destas vivências traumáticas e, como consequência, a dúvida e a descrença de que seja possível viver algo diferente disso.

O trabalho realizado na psicoterapia tem como um dos objetivos quebrar este ciclo e oferecer ao paciente a oportunidade de dar outro significado às suas experiências de vida e a construir novas formas de ser e estar no mundo. 

Esse processo já começa quando a pessoa se torna capaz de compreender genuinamente, de forma afetiva, como foi constituída sua personalidade e identidade e, neste momento, já é capaz de experimentar sentimentos que, muitas vezes, são inéditos, como a esperança e a alegria. Isso se torna cada vez mais intenso na medida em que o tratamento avança e pessoa consegue colocar em prática novos padrões de relacionamentos e de compreensão do seu mundo.

Esperança e alegria que decorrem do fato de conseguirem sentir que é possível viver diferente, em paz consigo e com os outros. Este momento é belo para o paciente e para o terapeuta. Este momento é potente e rico em afetos. É combustível para a vida. É a vida, em si, acontecendo.

Você já viveu esta experiência?