Sobre as polaridades da vida

A vida é assim, cheia de altos e baixos bem como repleta de contradições. Nós como gestalt terapeutas temos o grande desafio de fazer com que o cliente vivencie essas polaridades ( alegria e tristeza, amor e ódio, razão e emoção,  infantil e maduro, passado e presente, presente e futuro, consciente e inconsciente, interno e externo, pessoal e social, indivíduo e ambiente etc) de forma consciente, assumindo a responsabilidade por  seus sentimentos e expressões de suas emoções, fazendo-o dialogar com essas polaridades  de forma 

integrada, sempre buscando entender a totalidade dessas diversidades  e contatar com suas reais necessidades de forma a funcionar da forma mais saudável e equilibrada ao campo em que vive ( pessoas e ambiente). Afinal de conta, a vida é um campo complexo de verdades paradoxais que precisam ser vividas de forma harmoniosa, atendendo as necessidades de cada um e do seu campo presente sem deverias, conformismos ou soluções estereotipadas. Assim, segundo Yontef (1998) em seu livro "Processo, Diálogo e Awareness" essas polaridades e dicotomias precisam ser aceitas e integradas a serviço do equilíbrio ecológico entre o self e seus arredores (ajustamento criativo) .