RELACIONAMENTOS

Talvez a atitude mais comum em um relacionamento seja simplesmente se deixar levar. Nós nos entusiasmamos no começo, mas quanto mais adentramos na aridez do dia a dia, menos nos dedicamos ao nosso relacionamento e logo nos vemos envolvidos em rancores, conflitos, carências, rivalidades ou o mais puro tédio. Ninguém nega que manter relacionamentos felizes e saudáveis é um desafio.

Cada vez mais, a psicologia oferece orientações para realizar essa tarefa baseadas em evidência científica, analisando os hábitos de indivíduos felizes. Ao que parece, a ciência dos relacionamentos aponta para lições que são, ao mesmo tempo, simples, óbvias e difíceis de ensinar: a empatia, a positividade e uma forte conexão emocional são os motores das relações mais saudáveis e felizes.