Se ajeite consigo.

Desde criança, eu sempre gostava de ficar relativamente só, gostava da natureza e tinha um contato de ralação íntima com as árvores do pomar da casa de meu Pai.

Não havia TV, vídeo game outra brincadeira eletrônica.

O ser humano segue a linha de uma certa evolução e como diz a antropologia...( há de se cuidar com esse caminho).

Tudo o que desnaturaliza a psique pra um distantanciamento de seu instinto ou sua essência, faz um tremendo mal ao que é essencial o contato consigo e com sua individualidade.

Ora se somos uma obra de arte em evolução, cada um tem peculiaridades importantes e não se pode apagar, esquecer ou deixar pra lá.

Fique bem, pra depois fazer o bem.

Se dissolva com o padrão sistemático, mas cuide de não ser transparente ao ponto de não se proteger, afinal, só você sabe o quanto lhe custa a vida e a sua travessia.......Preserve o ser de necessidade antes do ser de pulsão e desejo.

Isso é consciência.

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.