Cuidando das emoções em dias de Isolamento Social

Em 30 de janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o surto da doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19) constitui uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional, o mais alto nível de alerta da Organização, conforme previsto no Regulamento Sanitário Internacional. Já em 11 de março de 2020, a COVID-19 foi caracterizada pela OMS como uma pandemia.

Diante disso, muitas medidas foram tomadas com o intuito de evitar ainda mais a propagação do vírus. Além dos cuidados com a higiene, a principal ação proposta foi o isolamento social e, com ele, veio o desespero e a dificuldade em gerenciar as emoções, através de um manejo adequado frente a tantas informações negativas.

1° Aceitação do problema: Não há como negar que estamos diante de uma situação difícil e não aceitar isso poderá trazer resultados ainda mais negativos, por isso é essencial assumir a responsabilidade e autocuidado, preservando sua vida e das pessoas que você ama, através das medidas básicas de higiene, bem como do próprio isolamento social.

2° Desconecte-se: É natural recebermos, diariamente, um bombardeio de informações que, por vezes, são negativas. Além das fake news que geram, medo e pânico. Por isso, substitua esse tempo por boas leituras, realize uma lista de suas músicas favoritas, faça uma oração, tente escrever uma poesia, faça um desenho, enfim deixe correr livre sua criatividade.Quanto mais criativos, mais desenvolveremos habilidades para resolvermos os problemas. 

3° Tenha esperança: Como diz um provérbio português: “Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe”. Eu compreendo o quanto está sendo difícil para muitas pessoas passarem por essa situação, por isso as encorajo a não desistir. Nesse momento, a esperança não é apenas uma emoção positiva que precisamos, além disso, mais do que nunca precisamos "ativá-la". Ela também é uma virtude, uma habilidade que nos possibilita traçar caminhos em direção aos nossos objetivos. Cuide-se!

Psicólogo Fábio Graff - CRP 07/26273

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.