Perguntado em 29/04/2021

Conflitos de relacionamento: existem efeitos colaterais no uso dos medicamentos?

Maria de Fátima Nogueira dos Santos, Psicólogo(a), Goiânia
Meire Amorim dos Santos, Psicólogo(a), São Paulo
C
Mariana Milani, Psicólogo(a), São Paulo
Simone Poubel, Psicólogo(a), São Paulo
5 respostas

Toda relação tem que ter conflitos para que aja mudanças. As relações podem se tornar abusivas e violentas devido a presença de transtornos graves e permanentes. Esses transtornos de humor, social,afetivo,e de personalidade requer tratamento especializado com medico especialista(psiquiatra). As medicações pode ter efeitos variados de paciente para paciente.É importante que você coloque suas duvidas para o seu medico para que juntos encontre a medicação que tenha efeitos bons.

Tudo é relativo,isto é, existe a possibilidade de algumas medicações provocarem mudanças fisiológicas que podem gerar estresse psicológico,consequentemente, atigindo areas pessoais da vida da pessoa,no entanto, para fazer uma análise mais precisa é necessário entender a personalidade de base da pessoa que pode estar acentuando os efeitos de tais remédios.

Entende-se que medicamentos são drogas lícitas e como tal podem sim ter efeitos colaterais .Eles, os medicamentos, deixam de ser vistos como uma droga no momento em que é utilizado com avaliação e acompanhamento médico. Não deve ser utilizado sem orientação do seu médico. O psicólogo não pode prescrever terapia medicamentosa mas sim estar indicando, se necessário, que o paciente consulte um médico. Alguns pacientes iniciam a terapia como tratamento após um trauma vivido e com sofrimento intenso, a terapia pode a médio ou longo prazo desvendar os fatores que podem amenizar ou mesmo interromper esse sofrimento. Por tanto não é incomum que o paciente inicie seu processo terapêutico quando já está fazendo uso de medicamentos, o que muitas vezes deixam de ser necessários.

Alguns medicamentos alteram o humor e o comportamento das pessoas. Isso pode ter efeito sobre o relacionamento.

os medicamentos administrados podem provocar sim efeitos colaterais. O psicólogo não administra os medicamentos do paciente, o médico que acompanha o paciente que vai administrar. Mas, o psicólogo tem conhecimento dos possíveis efeitos colaterais e com o avançar da psicoterapia os medicamentos tendem a ser reduzidos ou retirados.