Autoanálise, um momento só seu

Vamos fazer uma autoanálise? Você já parou para pensar em você?

Nós sempre crescemos e mudamos a partir das nossas personalidades e experiências de vida. A autoanálise pode revelar algumas inseguranças do seu subconsciente. Não tenha medo: o seu objetivo é identificar esses traços para poder superá-los. Concentre a autoanálise em si mesmo e não a use para culpar as pessoas.

É uma tarefa que requer bastante disposição de nossa parte, pois só assim teremos a oportunidade de ir além e desenvolver este poderoso processo de autoconhecimento, que trará uma infinidade de benefícios à nossa vida.

A verdadeira autoanálise é a melhor arte do progresso. Anote diariamente seus pensamentos. Faça autoanálises regularmente para ter uma noção precisa dos pontos fortes e das áreas em que precisa se desenvolver mais. Esse processo pode ajudar você a traçar objetivos mais saudáveis e eficazes. Além disso, você pode entender melhor os valores e as crenças básicas — e, assim, viver uma vida mais plena.

Faça uma auto avaliação verdadeiramente sincera. Reflita e faça perguntas poderosas a si mesmo. Reflita sobre seus pontos fortes e quais precisam de melhoria. Identifique sentimentos e emoções negativas Suspenda todo e qualquer tipo de julgamento. Tenha sonhos e objetivos em todas as áreas de sua vida.

Identifique sua melhor característica. Reflita sobre suas dificuldades e bloqueios. Seja coerente com a realidade. Pense criticamente. Defina o que você busca na vida pessoal e profissional

Responda sem medo. Afinal não existem respostas certas ou erradas. Porque às vezes a pergunta certa é a melhor resposta.

Vejas alguns exemplos de perguntas que você pode se fazer para ter um bom aproveitamento de autoanalise?

1. O que mais me preocupa quanto ao FUTURO?

2. Existe algum propósito em algo que você faz?

3. Você costuma procrastinar, ou seja, deixar tudo para depois?

4. O que tenho feito quanto às coisas que são mais importantes na minha vida?

5. Você é disciplinado?

6. Do que eu realmente você tem mais MEDO?

7. Você faz planos para o seu futuro?

8. Você depende de fatores externos para se sentir motivado?

9. Como é o seu humor? Registre as variações de humor.

10. Quem é seu maior problema?

11. Quem é a sua maior solução?

Dicas

Reflita sobre as experiências da sua infância. Escreva o que você está pensando. Estude os seus padrões de pensamento. Determine se você tem a autoestima adequada ou baixa. Liste tudo o que você conquistou no trabalho no último ano. Liste as áreas nas quais gostaria de melhorar. Faça uma lista de 5-10 objetivos que você gostaria de cumprir este ano. Liste as mudanças que viveu recentemente. Pense nos seus valores. Examine o ambiente à sua volta. Reflita sobre os seus problemas pessoais e dinâmicas sociais. Regule o sono. Pense no que você pode fazer para diminuir o nível de estresse

Essas são algumas das inúmeras perguntas que podem ser feitas durante uma auto avaliação pessoal.

Consulte um terapeuta. Encontre alguém com quem você se sinta confortável. Busque um especialista em terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.