Covid-19 - Coronavírus

No inicio da semana passada o mundo entrou em crise com o surto do covid-19, um vírus altamente contagioso e que já fez uns poucos milhares de vitimas no mundo. O temor de que ele contamine milhões de pessoas quebrando o sistema de saúde dos países e trazendo prejuízo sem precedentes na economia mundial, tem levado os países a tomarem medidas drásticas para conter a disseminação do corona vírus. Países tem fechado suas fronteiras, governos e prefeituras tem proibido ajuntamento de pessoas, cancelam-se jogos, congressos e eventos. Eventos menores que se realizam, o fazem sob medidas drásticas de restrição e cuidados. Viagens internacionais proibidas em vários lugares. Muita especulação e teoria da conspiração, ideias de que o vírus foi manipulado, fake news. Exagero e histeria sobre a pandemia. Tudo isso tem trazido preocupações na nossa sociedade.

Acredito que a primeira coisa a ser esclarecida é sobre esse medo e histeria que tem se alastrado nas redes sociais. Muitos tem comparado a situação atual com o final do mundo ou a um apocalipse - alguns zoam fazendo comparações a zumbis. Atualmente nas redes sociais o enfoque é muito negativo e tem sido difícil separar, fake news das noticias verdadeiras. O Dr. Jaime Rocha fala sobre esse assunto de maneira clara e simples, nos trazendo orientações práticas.

Corona vírus é um grupo de vírus. Esse grupo de vírus no geral é conhecido por resfriado - nariz escorrendo, mal estar - todos já tivemos resfriados. Existem vários tipos de corona vírus. Três tipos novos surgiram nos últimos quinze anos, esse que tanto tem nos atormentado, é um deles.

O Corona vírus tem chamado atenção por conta das medidas publicas que tem sido tomada por vários países. Mas precisamos separar duas coisas para entender essas medidas que foram tomadas. O risco do governo (sociedade) e o risco do individuo (você), são riscos diferente. Um governo não esta preocupado somente com um individuo, mas sim com todos os indivíduos de seu governo/sociedade. Quando se preocupa com todos os indivíduos, precisa-se ter certeza que tem hospital, uti, leito e médico suficiente. Como os hospitais já estão cheios, por conta de varias outras doenças e traumas que enfrentamos diariamente, qualquer doença que traga um numero grande de doentes, vai sobrecarregar esse sistema.

O crucial do vírus que enfrentamos nesse momento, é que é uma doença de transição muito rápida, mas letalidade e morbidade baixa de forma geral. Ou seja, a chance de você ficar doente, é alta, mas a chance de você morrer é baixa.

Entenda que as contingencias tomadas é para que não chegue um número grande de casos num período curto de tempo. Independente do numero de casos, o ideal é que cheguem no hospital em um período mais longo de tempo, para se ter capacidade de atendimento.

Existem varias outras doenças circulando pelo pais que tem letalidade maio. O numero de casos dengue que foram a óbito é maior, o numero de casos de falecimento por H1n1 e outros influenza é maior.

"Não estou menosprezando a doença, é uma doença que merece atenção, estamos estudando, aprendendo sobre ela, mas com os números que estão chegando até o momento mantenhamos a recomendações..." Dr. Jaime Rocha

Usamos cookies que armazenam informações suas com o objetivo de melhorar sua experiência com nossos serviços, de acordo com nossos Termos de Uso.